7 min. de leitura

A acessibilidade é um tema cada vez mais recorrente em nossa sociedade. Constantemente, ideias são colocadas em prática e ambientes são adaptados para que as pessoas com deficiência possam ter mais autonomia e qualidade de vida.

O mesmo acontece com a acessibilidade em vídeos. A popularidade dessa mídia é inegável, e o seu crescimento segue acelerado, seja por meio dos streamings, seja por meio das redes sociais. Até mesmo o ensino remoto, que se aprimorou por causa da pandemia de coronavírus, percebeu rapidamente a necessidade de oferecer conteúdos para as pessoas com deficiências visual ou auditiva.

No entanto, a importância de tornar os vídeos mais acessíveis vai muito além de conseguir fazer uma transmissão efetiva para todos os públicos. Trata-se de fortalecer o posicionamento da marca no mercado. Para saber como fazer isso pela sua empresa, continue a leitura!

O que é a acessibilidade em vídeos?

Acessibilidade em videos 2 - Acessibilidade em vídeos: otimize a estratégia e trabalhe a inclusão

Pesquisas afirmam que 85% dos vídeos do Facebook, por exemplo, são assistidos sem som.

A acessibilidade digital permite o acesso às informações fornecidas em meios digitais. Isso significa que os conteúdos de vídeo recebem intervenções para que todas as pessoas possam compreendê-los.

Apesar do imenso impacto positivo que essa ação de inclusão traz para a marca de uma empresa, o trabalho é relativamente simples. Dependendo do conteúdo da mídia, por exemplo, é possível adicionar subtítulos e legendas ou transcrições — mas falaremos mais sobre essas possibilidades adiante, então, acompanhe.

Por que apostar nessa estratégia?

Já abordamos sobre as vantagens que apostar na acessibilidade em vídeos pode trazer para a sua marca. A empresa, certamente, é percebida de uma forma positiva não apenas pelas pessoas que precisam desse recurso, mas por toda a sociedade, que percebe o trabalho pela inclusão de todos os indivíduos em seus projetos.

dumela banner post ebook3a - Acessibilidade em vídeos: otimize a estratégia e trabalhe a inclusão

No entanto, os resultados vão muito além. Investir em acessibilidade digital é a garantia de conquistar uma importante fatia de consumidores desse mercado audiovisual. Segundos os dados do IBGE de 2010, 6,5 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência visual. Em relação à deficiência auditiva, pesquisas apontam que mais de 10 milhões de brasileiros têm alguma limitação.

Certamente, a grande maioria dessas pessoas é ativa na sociedade, também economicamente. Portanto, não podem ser deixadas de lado em uma estratégia de comunicação.

Como a acessibilidade está se consolidando nas redes sociais?

Acessibilidade em videos 4 - Acessibilidade em vídeos: otimize a estratégia e trabalhe a inclusão

É possível desenvolver todo o trabalho de legendas, audiodescrição e Libras.

A Lei de Inclusão torna obrigatória a acessibilidade em sites, mas o cenário ainda é bem diferente do esperado: segundo dados, apenas 1% das páginas oferecem tais recursos para as pessoas com deficiência visual e auditiva.

As redes sociais começam a perceber o seu papel nesse trabalho de inclusão e seguem investindo em ferramentas que possam facilitar a navegação e a experiência do público.

YouTube

No YouTube, por exemplo, o usuário pode habilitar o Closed Caption dos vídeos, mas é preciso que o vídeo e o arquivo de legendas tenham sido totalmente carregados. Também existe a possibilidade de acompanhar as legendas automáticas da plataforma, que são criadas por meio de reconhecimento de voz, mas quem já fez uso do mecanismo sabe que há muito para ser melhorado.

Por fim, o YouTube também permite inserir a audiodescrição e Libras, mas não existe a opção de habilitar ou desabilitar os recursos, pois eles são carregados em arquivos diferentes.

Facebook

No Facebook, também é possível habilitar o Closed Caption, e a audiodescrição e as Libras também são carregadas em arquivos à parte.

Netflix

No serviço de streaming, é possível habilitar e desabilitar o CC e a audiodescrição facilmente em diversos conteúdos, mas o recurso de Libras não está disponível. A Netflix ainda oferece diversas opções de tamanhos e bordas de fontes, selecionadas para cada usuário, a fim de facilitar a leitura.

Instagram, Twitter, LinkedIn e Facebook

As redes sociais oferecem o serviço de texto alternativo, em que, logo abaixo da postagem, vem a descrição escrita da imagem postada. Para acrescentar esse conteúdo, o usuário precisa apenas selecionar as configurações da sua foto, selecionar a opção para escrever texto alternativo, fazer a sua descrição, salvar e postar a imagem.

Como começar a trabalhar a acessibilidade nos vídeos?

Acessibilidade em videos 1 - Acessibilidade em vídeos: otimize a estratégia e trabalhe a inclusão

As redes sociais começam a perceber o seu papel nesse trabalho de inclusão.

O primeiro passo após a conscientização é avaliar quais são as mídias que vão divulgar os seus vídeos. Se a sua empresa vai ser responsável por isso, é possível desenvolver todo o trabalho de legendas, audiodescrição e Libras, tornando os seus vídeos totalmente acessíveis.

Por outro lado, se a divulgação contar com as plataformas que acabamos de citar, é fundamental conhecer as possibilidades e o que a sua equipe pode fazer para tornar a experiência do usuário a mais incrível possível!

Se não existe no seu time um colaborador especializado, saiba que existem empresas no mercado que podem ajudar, oferecendo os recursos necessários para a inclusão, como intérpretes ou leitores de palavras para sites (um sistema que permite que as informações sejam passadas para Libras e também narradas em voz).

Quais são os principais tipos de intervenções para fazer desde já?

Durante este texto, já citamos muitos dos recursos que são utilizados atualmente para garantir a acessibilidade em vídeos. Entre os principais, portanto, podemos destacar:

  • subtítulos e legendas (entre Closed Caption, Legendagem para Surdos e Ensurdecidos, Tradução de Legendas);
  • audiodescrição;
  • transcrições;
  • Libras (Li = Língua, bra = Brasileira, s = sinais);
  • textos alternativos nas redes sociais.

Qual é a importância de contar com a produtora certa?

Acessibilidade em videos 5 - Acessibilidade em vídeos: otimize a estratégia e trabalhe a inclusão

A acessibilidade em vídeos é um trabalho urgente para as empresas.

Vale lembrar que essas intervenções não vão atender apenas às pessoas com deficiência. Muitos usuários das plataformas digitais assistem aos conteúdos sem som. Isso mesmo! Pesquisas afirmam que 85% dos vídeos do Facebook, por exemplo, são assistidos sem som.

Por todos esses motivos, é preciso garantir que o seu trabalho de acessibilidade em vídeos será primoroso e, principalmente, funcional. Uma produtora especializada em implementar essas técnicas e que conheça a importância desse trabalho de inclusão certamente é a parceria ideal para os seus projetos.

Dessa forma, os seus vídeos serão feitos dentro das normas de acessibilidade e também estarão prontos para se adaptarem às mais diferentes plataformas.

A acessibilidade em vídeos é um trabalho urgente para as empresas que buscam não apenas a equidade em nossa sociedade, mas também para aquelas que percebem a oportunidade comercial que existe nessa estratégia.

Não espere mais! Entre em contato com a nossa equipe e aposte na acessibilidade digital agora mesmo.

DUMELA BACKSTAGE

Receba conteúdos especiais sobre produção audiovisual para negócios.

Somos uma produtora de Vídeo moderna, dinâmica e completa. Temos paixão pela arte de contar estórias, transmitir mensagens e criar conteúdos em vídeo. Vem produzir com a gente. 

Solicitar Orçamento

Dumela Filmes
Rua Caldas Novas, 50
Barueri/SP